Vasco Fernandes de Gouveia , senhor de Almendra e Valhelhas e alcaide-mor de Castelo Rodrigo1

f: 1476

Citações

  1. Luis se Salazar y Castro História Genealógica da Casa Silva, Melchor Alvarez y Mateos de Llanos, Madrid, 1º ed. (1685) (fonte deconhecida repository, fonte deconhecida repository reference) "II parte, § III, pag 18 a 20."
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

João Rodrigues de Gram1

Familia:

Citações

  1. Anotado pelo Visconde da Cortegaça Nobiliário de Alentem, do anotador, Lisboa, 1º (1955).
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

... Grandella

  • Nascimento:
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Francisco de Almeida Grandella

n: 1853, f: 1934
  • Nascimento: 1853; Aveiras de Cima, Azambuja
  • Nota: "Francisco Grandella (1853-1934), nascido em Aveiras de Cima, no concelho da Azambuja, filho de médico, veio para Lisboa trabalhar no comércio ainda muito jovem. De marçano na rua dos Fanqueiros, estabelece-se por conta própria aos 27 anos na rua da Prata. A loja chamava-se Fazendas Baratas, onde aplicou o preço fixo e faz propaganda comercial.
    Em 1881, no Rossio, abriria a Loja do Povo. Nove anos depois, e após ter sido obrigado a sair da Loja do Povo, adquiria um prédio onde construiria os Armazéns Grandella.

    Acusado de contrabando para conseguir preços baixos nos produtos que vendia, Grandella aproveitou a ideia em termos publicitários, anunciando uma remessa seguinte do seguinte modo: "Chegaram mais fazendas de contrabando". Ele obtinha preços mais em conta porque dispensara intermediários, indo às fábricas com dinheiro na mão e obtendo descontos, para além de comprar saldos.

    Grandella, que viajaria pela Europa, ficara impressionado com o Printemps de Paris. Em Lisboa, os Grandes Armazéns do Chiado (abertos em 1894) seriam os seus concorrentes. Grandella introduziu o anúncio comercial, a possibilidade de trocar ou reembolsar o dinheiro caso o cliente não gostasse do produto, a entrega ao domicílio e a publicação de catálogos com as colecções.

    Os Grandes Armazéns democratizariam o comércio da moda e impuseram modelos de vestuário e um novo gosto. Do ponto de vista arquitectónico, os Armazéns Grandella prestariam tributo ao ferro, para além das escadarias imponentes e de inúmeras secções que se tornaram uma atracção em toda a Lisboa. Os Armazéns funcionavam em articulação com a confecção de malhas, manufacturas de fiação e tecelagem de algodão e lã e mobiliário em ferro, com fábricas em Alhandra e Benfica. Em Benfica, Grandella edificou uma vila composta por muitas casas destinadas aos operários.
    Grandella tinha a instrução primária, muito importante então, além de ter aprendido francês. Tornar-se-ia activista no combate ao analfabetismo, edificando escolas primárias em vários locais (Aveiras, Benfica, Tagarro, Foz do Arelho). Aqui, funcionava o seu ideal republicano, a que juntara a adesão à maçonaria, visível nos símbolos arquitectónicos da escola de Benfica, actual Biblioteca-Museu República e Resistência. Grandella passara igualmente pela política, tendo sido vereador na câmara de Lisboa em 1908.

    João Mário Mascarenhas (org.) (1º ed 1994). "Grandella, o grande homem", Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, ed. 2001
  • Falecimento: 1934

Familia:

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Dr. Francisco Maria de Almeida Grandella

Familia:

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Luis Ruano de Almeida Grandella

  • Nota: viveu muito tempo em Angola e era um apaixonado pela caça. Deixou vários quadros, normalmente marcados por um tom triste e melancólico, ao estilo da escola holandesa.
  • Casamento: Principal=Maria Marcel Korrodi Azevedo Gomes
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Diamantina da Granja

n: 3 Dezembro 1898, f: 17 Julho 1906
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Joaquim Pereira da Granja

n: 5 Abril 1859
  • Nota: Description: tendo sido padrinhos Joaquim da Costa Capitaz, e N.S. do Rosário, com prenda d a qual tocou José Mariano, da freguesia da Serra do Bouro (Serra do Bouro, B-1854-1864, fl. 2 9, item 1, MF 167 SGU, ADL)


    Ou simplesmente e mais frequentemente Joaquim PEREIRA.

    Jornaleiro.
    Trabalhador.
    Fazendeiro.
  • Nota: Description: tendo sido testemunhas José Pereira, casado, proprietário, morador na Granja , e Joaquim Pereira Jacinto, casado, proprietário, residente no Cabeço da Vela (Serra do Bour o, C-1887, nº 4, fl. 2 vs. e 3, item 2, MF 168 SGU,

    Description: tendo sido testemunhas Ezequiel dos Santos, casado, ferreiro, da Espinheira; e E duardo Jacinto, casado, proprietário, morador no Cabeço da Vela (Serra do Bouro, C-1890, nº 1 0, fl. 5 vs. e 6, item 2, MF 168 SGU, ADL)


    Nesta data revalidaram o seu matrimónio, o qual tinha ficado mal feitona data em que inicialm ente o celebraram, a 30 Mar 1877, em razão denão terem pedido dispensa por consanguinidade.

    Foram nesta data dispensados por um parentesco de consanguinidade noquarto grau.; Principal=Joaquina da Conceição Martins
  • Nascimento: 5 Abril 1859; Serra do Bouro, Granja, Caldas da Rainha
  • Casamento: 30 Março 1887; Serra do Bouro, Serra do Bouro, Caldas da Rainha; Principal=Joaquina da Conceição Martins

Familia: Joaquina da Conceição Martins n: 16 Set 1860, f: 19 Set 1943

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Pereira da Granja

n: 2 Março 1816

Familia: Maria Zeferina da Graça de Azevedo n: 1 Nov 1827

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Pereira da Granja

n: 19 Março 1863, f: antes 1902
  • Nota: Description: às 06h00

    Description: sendo pad.s Joaquim da Costa Capitaz, cas., proprº, mor. no Selão, e N.S. do Ros ário e com prenda tocou Maria Josefa, cas., trabalhadora, parteira da freguesia, mor. na Cida de (S. do Bouro, B-1854-1864, nº 3, fl. 69 vs.


    Jornaleiro.
  • Nota: Description: tendo sido testemunhas Joaquim da Costa, casado, proprietário, e Maria Luisa, ca sada, doméstica, ambos residentes na freguesia da Serra do Bouro (Serra do Bouro, C-1896, n º 7, fl. 4 vs. e 5, item 2, MF 168 SGU, ADL)


    Obtiveram uma dispensa por consanguinidade nos terceiro e quartograus.; Principal=Maria Virgínia
  • Nascimento: 19 Março 1863; Serra do Bouro, Granja, Caldas da Rainha
  • Casamento: 25 Novembro 1896; Serra do Bouro, Serra do Bouro, Caldas da Rainha; Principal=Maria Virgínia
  • Falecimento: antes 1902

Familia: Maria Virgínia n: 13 Nov 1872, f: 9 Set 1903

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Nazaré Pereira da Granja

n: 15 Abril 1903
  • Nota: Description: às 21h00

    Description: tendo sido padrinhos Joaquim Baltazar e Damiana Rosa, casados, trabalhadores, am bos da freguesia da Serra do Bouro (Serra do Bouro, B-1903, nº 41, fl. 13, item 1, MF 167 SGU , ADL)
  • Nascimento: 15 Abril 1903; Serra do Bouro, Espinheira, Caldas da Rainha
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Ângelo Granja

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Isaura do Céu Gravato

Familia:

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Dr. João Manuel Korrodi Gomes Gravato

n: 24 Janeiro 1949
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Manuel da Silva Gravato

n: 1 Julho 1925

Familia: Maria Marcel Korrodi Azevedo Gomes n: 4 Jan 1929, f: 8 Out 2002

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Vasco Navarro da Graça Moura

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Cipriano dos Santos Graça1

Citações

  1. Manuel de Mello Corêa Sangue Velho - Sangue novo, Instituto Português de Heraldica, Lisboa, 1ª edição (1988) "Arvore nº 168."
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Joaquina Maria da Graça

n: cerca de 1832
  • Nota: Description: às 09h00. Foram testemunhas Ricardo Pires, estudante, solteiro e Joaquim Pereir a Jacinto, casado, trabalhador, moradores na Quinta da Granja, da Serra do Bouro (Serra do Bo uro, C 5-B/194, fl. 31 vs. e 32); Principal=José Antunes
  • Nota:
    Ou Joaquina Maria Nazaré, ou Joaquina Zeferina, ou simplesmente Mariada GRAÇA.

    Proprietária.

    Madrinha da sobrinha Joaquina (nascida em 1856), do sobrinho José(nascido em 1859) e do sobri nho António, filhos da irmã Mariana, e dosobrinho José (nascido em 1857), filho da irmã Ludov ina.
  • Nascimento: cerca de 1832; Serra do Bouro, Espinheira, Caldas da Rainha
  • Casamento: 30 Janeiro 1861; Serra do Bouro, Serra do Bouro, Caldas da Rainha; Principal=José Antunes

Familia: José Antunes n: 19 Abr 1815, f: 24 Jun 1895

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Dr. José Pais dos Santos Graça1

Citações

  1. Manuel de Mello Corêa Sangue Velho - Sangue novo, Instituto Português de Heraldica, Lisboa, 1ª edição (1988) "Arvore nº 168."
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Maria da Graça

f: entre 1856 e 1857

Familia: Zeferino José Ignacio de Azevedo n: c 1800, f: 27 Ago 1882

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"