José António de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José António de Magalhães de Oliveira

n: 12 Janeiro 1970
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Dr. José Augusto Coutinho de Oliveira

n: 10 Março 1894, f: 29 Agosto 1931

  • Nascimento: 10 Março 1894; Luanda
  • Nota: 1925; Compôs diversos fados e canções, entre os quais Carta d'Aldeia ("No nosso Portugal é uso antigo", que Luís Goes gravou em 1952) e alguns temas musicais da peça Da Parvónia ao Bacocal, récita de despedida do 5.° ano médico de 1920, cujo autor é Fausto Frazão.
    Figura prestigiada da cultura portuguesa, injustamente desconhecido em Coimbra. José Augusto Coutinho de Oliveira (Luanda. 1894: Lisboa.1931). pertenceu ao curso que se formou na Faculdade de Medicina da UC em 1918. Colaborou com José Nevil Pinto da Cunha na partitura da récita dos quintanistas de Medicina de 1918 "Lux Moritura", para a qual também escreveu a "Valsa da Meia Noite", com versos de Luís Iberico Nogueira (a noite estende o seu manto).
    Por um "catálogo" impresso no verso da partitura volante de "Carta da Aldeia", com data de Setembro de 1919, se pode constatar que José Coutinho de Oliveira era um compositor respeitado e muito vendido através da casa Armando Sousa, sita em Coimbra, na Rua Ferreira Borges, n° 174. Estavam então publicadas: "A Canção do Alecrim" (versos de Mota Cabral), "O São João" (versos de Mota Cabral), "Carta da Aldeia" (versos de Marques da Cruz), "Janeiro" (versos de Marques dos Santos) e "Presunção e Água Benta" (versos de Caetano Beirão).
    Estavam no prelo: "Último Fado" (versos de Eugênio Sanches da Gama), "Na Romaria" (versos de Mota Cabral), "Romance das Estações" (versos de Luiz Cardim), "Rezas à Noite" (versos de Marques da Cruz) e "A Sorte Grande" (versos de Eugênio Sanches da Gama). Já formado. Coutinho ainda musicou a 4 partitura da récita dos quintanistas de Medicina de 1920, "Da Parvónia ao Bacocal". Assistente da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Coutinho continuou ligado à composição musical, nomeadamente a revistas e operetas como "Maria da Fonte". "Flor da Murta". "Margarida vai à Fonte". "A Grã-Duquesa e o criado de quarto". "O Sonho do Pobrezinho". "Serenata do Diabo", etc.. Destacou-se ainda como tradutor e Diretor da Sociedade de Escritores e Compositores Teatrais Portugueses (atual SPA). Não obstante a inacessibilidade do grosso das composições referidas, as opções poético-literárias supra inventariadas fazem-nos situar Coutinho de Oliveira na corrente estética naturalista/nacionalista ainda fortemente representada em Coimbra e Portugal por via da pintura (José Malhoa), da escultura, do azuleio (Jorge Colaco), da arquitetura (Raul Lino), da produção musical (Ruv Coelho, José Viana da Mota. Antero da Veiga), e da poesia (António Correia de Oliveira, Afonso Lopes Vieira. Alberto de Oliveira. Júlio Brandão. Marques da Cruz). (in Cor José Anjos de Carvalho no seu trabalho sobre a discografia e música de Coimbra)
    Morava no Porto, na Travessa do Loureiro, nº 4, na freguesia da Sé, á data do falecimento de seu Pai
  • Falecimento: 29 Agosto 1931; A data de falecimento consta na pag. 115 do livro "Fado de coimbra II" de José Niza, Colecção "Um Século de Fado", Ed. Ediclub, Alferragide, 1999
  • Enterro: 30 Agosto 1931; cemitério do Alto de S. João, Lisboa, Lisboa; José Coutinho de Oliveira
    Faleceu ontem no hospital do Rego onde fora internado há dias gravemente enfermo, o sr. Dr. José Augusto Coutinho de Oliveira cujo funeral se realiza hoje sabbado às 15,30 daquele estabelecimento para o cemitério do Alto São João. O extinto era um músico muito distinto tendo nessa qualidade colaborado em muitas peças teatrais ultimamente nos teatros de Lisboa.( Diário de Notícias de 30.8.1931, pag 4, na secção de Necrologia)

    "Dr José Augusto Coutinho de Oliveira [foto]
    Faleceu ontem no hospital do Rego o sr dr José Augusto Coutinho de Oliveira, solteiro de 37 anos, natural de Luanda. Era formado em medicina pela universidade de Coimbra e assistente livre da faculdade de medicina de Lisboa, tendo colaborado musicalmente nas operetas "Maria da Fonte", "Flor de Murta" e "Margarida vai à Fonte" esta última exibida em récitas particulares de caridade, Foi também, diretor da Sociedade de Escritores e Compositores Teatrais, tendo traduzido a peça "O Criminoso". O funeral realiza-se hoje pelas 15 e 30 do referido hospital para o cemitério oriental. À Família enlutada enviamos os nossos pêsames"-
    (No Século de 30.8.1931, na pag 4 em Necrologia/falecimentos)

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Augusto de Oliveira

n: 26 Junho 1867, f: 3 Novembro 1925

  • Casamento: Principal=Rufina Rosa Coutinho Rodrigues Gomes de Oliveira
  • Nota: Negociante em Luanda á data de nascimento de seu filho José Augusto
  • Nascimento: 26 Junho 1867; S. Julião, Figueira da Foz, Figueira da Foz; (AUC, Baptismos, Coimbra, Figueira da Foz, S. Julião, Liv. 1868, f. 29v e 30, nº 56)
  • Falecimento: 3 Novembro 1925; Campo dos Martires, 69, 2ª Esq Lisboa, Lisboa, Lisboa; As despesas de funeral foram de 5.600 Esc.A data da morte possuia:
    _ uma cota de 25 contos na sociedade "Nova Empresa Industrial de Calçado Ltd" de Lisboa
    - uma cota de 500 Esc na "Sociedade Comercio de Angola" de Luanda
    - uma cota de 25.800 Esc na "Fábrica Textil de Bemfica Lta" em Lisboa
    - uma cota de 1000 Esc na "Refinaria Angola Ltd" em Lisboa

Familia: Rufina Rosa Coutinho Rodrigues Gomes de Oliveira f: Fev 1951

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José de Barros e Vasconcelos Baptista de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Henriques de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Joaquim de Oliveira

n: 1842
  • Nascimento: 1842
  • Casamento: 4 Abril 1866; S. Julião, Figueira da Foz; Ele tinha 24 anos e ela tinha 25 anos quando se casaram. Ele era pedreiro e ela costureira (AUC, Baptismos, S. Julião, Figueira da Foz, Liv 1866, fl. 12, nº 8); Principal=Augusta Emília da Guia
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Luís da Anunciada Teixeira Baptista de Oliveira

n: 22 Março 1856
  • Nascimento: 22 Março 1856
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Maria Baptista de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Maria Duro Baptista de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Mendes de Oliveira1

Citações

  1. Manuel de Mello Corêa Sangue Velho - Sangue novo, Instituto Português de Heraldica, Lisboa, 1ª edição (1988) "Arvore nº 168."
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Teixeira Baptista de Oliveira

n: 12 Maio 1844
  • Nascimento: 12 Maio 1844
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

José Tomé d' Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

João Oliveira

Familia: Josefa Maria [...]

Citações

  1. Ricardo Charters d'Azevedo, Ana Margarida Portela e Francisco Queiroz Villa Portela - os Charters d'Azevedo em Leiria e as suas relações familiares (século XIX), Gradiva, 2007 "pag 73."
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

Dr. João Carlos Verde de Oliveira

n: 27 Agosto 1883
  • Falecimento: Teve uma morte terrível ao incendiar-se-lhe o roupão, na sua Casa do Mirante, em Leiria
  • Nota: proprietario da casa do Mirante, em Leiria
  • Nascimento: 27 Agosto 1883; Lisboa, Lisboa
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

João de Oliveira

o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"

João José de Oliveira

f: 23 Julho 1871
o responsável por este sítio agradece quaisquer outras indicações sobre este indivíduo que podem ser enviadas para o nome referido no "pé de página"